Alimentação Saudável

Devemos dar preferência aos alimentos denominados “orgânicos”?

 

Inicialmente, é interessante salientar que não há diferença nutricional significativa entre os alimentos convencionais e os alimentos “orgânicos”. A composição dos alimentos depende menos da carga de agrotóxicos e mais da genética dos cultivares e das condições  edafoclimáticas (aquelas relacionadas ao solo, exposição à luminosidade e irrigação).

 

 A principal diferença é a produção sem agrotóxicos (alimentos “orgânicos”) e produtos, em alguns  casos, com mais sabor e cor. O grande risco associado à ingestão de alimentos produzidos pela  agricultura convencional decorre da exposição contínua à substâncias altamente tóxicas, além do  impacto ambiental - o solo, as águas e até a diminuição da camada de ozônio são afetados pelos  pesticidas. A diminuição da biodiversidade é outro efeito negativo do uso destes produtos. Portanto, ingerir alimentos sem agrotóxicos é muito mais seguro; basta compreendermos que os pesticidas são desenvolvidos para ter efeito tóxico sobre organismos vivos; ocorre que estes efeitos não são exclusivos para um ou outro tipo de praga, e afetam tudo o que vive - incluindo, plantas e animais. 

O consumo de pesticidas vem aumentando em escala acelerada. A Organização Mundial de Saúde estimava, já nos anos 90, mais de três milhões de adoecimentos por ano em todo o mundo relacionados ao uso de defensivos. A literatura científica ainda não traz trabalhos com resultados de pesquisas que tenham acompanhado grupos populacionais ou indivíduos por grande período de tempo; isto é compreensível dada a complexidade de  acompanhar muitas pessoas por um período de tempo correspondente a uma ou duas gerações. 

Um dos grandes problemas associado ao uso dos pesticidas se refere à saúde do agricultor; diluir e manipular com segurança, aplicar no campo na época e quantidade corretas e dispensar tratamento adequado para embalagens são cuidados que ainda não são tomados em muitas áreas de produção. Contudo, os efeitos a partir dos alimentos podem também ser os mesmos, que são de diversas origens, desde irritação nos olhos e na pele até casos de alterações na medula como as leucemias, outros tipos de câncer;  o número de casos com linfoma do tipo não-Hodgkin, por exemplo, vem aumentando muito nos últimos 20 anos, e uma das hipóteses em estudo é sua associação com a ingestão de pesticidas.

Uma particularidade dos alimentos “orgânicos” é o sabor; alimentos da agricultura convencional costumam perder neste quesito.

A diversidade de alimentos produzidos sem pesticidas ainda é pequena e o custo, eventualmente, mais alto quando comparado ao alimento produzido com pesticidas; estes dois fatores limitam ainda o acesso. Mas como o mercado tende a responder às demandas de sua clientela, se você passar a preferir produtos “orgânicos” vai contribuir para estimular a ampliação da oferta, com vantagens para a saúde de sua família, do produtor do seu alimento de do meio ambiente! Pense nisto em sua próxima compra...

Voltar

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL É PRIORIDADE PARA O PROGRAMA AVANTE

Não só para os indivíduos mas para as empresas também! Indique sua empresa para participar do programa e tenha acesso a direcionamentos exclusivos para a sua saúde.